20ª Cavalgada Cultural da Costa doce
Caminho Farroupilha – No rastro da história...
Acontece de 17 a 27/janeiro/2019

Como Participar!!!
Ao chegar ao local de concentração, apresentar-se ao credenciamento, receberá a ”pulseira de Identificação", é necessário o uso permanente no total da Cavalgada;
Cada participante será responsável pelo transporte de seus pertences, cavalo, sua alimentação e bebidas;
Valor do CONVITE – Individual - da Barra do Ribeiro/Pelotas – (R$ 250,00) - de São Lourenço do Sul/Pelotas – (R$ 150,00).
Forneceremos Certificado oficial de participação do evento para cavaleiros, pessoal de apoio.


Data: 17 de janeiro de 2019 (Quinta-feira)
Local: Barra do Ribeiro – RS. – CTG Pealo da Tradição - Sede dos Piquetes  -
*Recepção e Concentração das delegações: responsável Sr. Carlos Souza Gonçalves –
F: (53)99103.3410 – Hora: – A partir das 06 h – da manhã;
SAÍDA: Ás 14h30min. – dos cavaleiros, para a Sede da Fazenda Barba Negra – Mun. Barra do Ribeiro, acampamento, local do primeiro pouso.


Data: 25 de janeiro de 2019 (Sexta-feira) 
Fazenda do Sobrado, dia livre descanso, confraternização entre cavaleiros, lazer, passeio embarcado, praia e apresentações culturais.

Data: 26 de janeiro de 2019 (Sábado)
Saída ás 7h30min do Hotel Fazenda do Sobrado – São Lourenço do Sul – para a Ilha da Feitoria, não tem acesso para veículos. (O transporte de apoio é o barco, ou o lombo do cavalo, luz da lua e candeeiro). Acampamento gentilmente cedido pela Empresa Biscoitos ZEZÉ-Pelotas/RS. Recepção oferecida pela organização do evento, (na Sotéia – ponto de almoço “Arroz Carreteiro e pão”), após a chegada e acomodação dos cavaleiros no local Capela da Feitoria, um (Churrasco), percurso 38 km, local de acampamento e pouso.
Obs.: No “trapiche” próximo a Fazenda do Sobrado, dia 26/janeiro/2019, disponibilizaremos um “BOTE” ancorado para levar apenas os pertences “mínimos p/pouso/alimentação e objetos de uso pessoal” neste trecho, (devem ser carregados e descarregados pelos donos ou seus apoios).

Data: 27 de janeiro de 2019 (Domingo) – Final – Por volta das 16 h – Praia da Lagoa – Laranjal/Pelotas.
Sujeito a alterações pela comissão organizadora.

Obs.: Exames  exigidos com validade em vigor.
Exames de Anemia e Mormo, Caderneta de Vacina da Influenza, assinado Médico Veterinário.
Tirar a GTA – para transporte dos cavalos, já pedir com retorno.
https://www.facebook.com/cavaleiros.dacostadoce
E-mail: ccd20@cavaleirosdacostadoce.com.br
Fone - Whats: (53) 99103-3410

 

20ª – CCCD – Recomendações aos Cavaleiros:

                Na chegada, a pessoa deverá apresentar-se ao responsável pela “identificação dos participantes e credenciamento”, e receberá a pulseira de “reconhecimento”, para melhor segurança de todos, e evitar constrangimentos; é necessário o uso permanente durante o período total da Cavalgada.
*Obs.
Caso não concorde, não participará como cavaleiro ou apoio, não será permitida a entrada de pessoas estranhas ao evento e serão encaminhadas às autoridades de segurança, no local da ocorrência.
Deverá levar barraca, saco de dormir ou colchonete, cobertor, almofada ou travesseiro, prato, caneca e talher.
Sugerimos, ainda, levar capa de chuva e agasalho para o frio. Durante o dia, temperaturas acima de 25° são registradas neste período, roupas leves e cobertura evitam males do Sol.
Para melhor hidratação, um cantil deve acompanhar o Cavaleiro, bem como uma mala de garupa para acomodar seus pertences, lanches, máquinas fotográficas, material de higiene pessoal e demais objetos; sugerimos proteger com sacos plásticos.
O Cavaleiro não deverá portar nenhuma arma. Serão admitidos facas e facões que deverão ser utilizados somente para as necessidades da lida do campo e alimentação.
Verificar o ferrageamento de seu cavalo. Avaliar se está em bom condicionamento físico. Revisar a encilha. Verificar se está bem alimentado.
Oferecer água antes de cada percurso. Sempre que houver descanso parar e desmontar.
Ter consciência de sua habilidade como cavaleiro e conhecimento do grau de docilidade e possíveis reações de sua montaria.
Ao encilhar e preparar para montar, se notar qualquer comportamento estranho, consulte os cavaleiros mais experientes e peça para que deem alguns galopes. Esta ação acalmará o animal e evitará prováveis problemas de conduta na montaria.

                Regulamento:

  1. Preserve a natureza viva do percurso e acampamentos.
  2. Respeite seu companheiro para que você seja respeitado.
  3. Informações ou reclamações deverão ser dirigidas aos membros da Comissão Organizadora, devidamente credenciados e identificados.
  4. Utilizar, devidamente, a água das torneiras à disposição dentro do acampamento, evitando desperdícios.
  5. Toda a infraestrutura do acampamento visa seu bem estar, ajude na preservação.
  6. Não é permitido uso de sons amplificados e execução de músicas que desvirtuem o objetivo do evento.
  7. Após o Toque de Recolher, o silêncio deverá ser preservado.
  8. A Comissão Organizadora não se responsabilizará por qualquer acidente ou danos materiais que possam ocorrer com os participantes do evento.
  9. Para sua segurança, é proibido o porte de armas e garrafas, bebedeiras, escaramuças a cavalo e maltrato aos animais.
  10. Durante o percurso e nos desfiles, os cavaleiros deverão procurar andar alinhados e sempre atrás das bandeiras.
  11. Representante autorizado de países, estados, municípios, CTGs ou Piquetes, poderão portar a sua bandeira.
  12. Cada participante poderá valorizar o uso da pilcha e da indumentária de seu estado ou região, evitando modismos, tais como: camisetas sem gola com lenço no pescoço, camisetas mesmo com golas com mensagens alheias ao evento, bonés exóticos, etc.
  13. Deverá ser dada preferência ao uso de arreios completos, evitando modismos como pelegos com cores extravagantes, cordas de nylon, etc.
  14. Não aconselhamos uso de Cavalo inteiro. Reprodutor – Não poderá ficar nos locais de descanso dos acampamentos, deverá sempre estar contido pelo buçal, não podendo ficar à soga, em nenhum local. (Obs. Requisito de Segurança e Respeito aos demais participantes).
  15. O Médico Veterinário indicado p/direção do evento tem competência legal para vetar a participação na cavalgada ou retirar animal que considere sem condições clinicas. 
  16. MENORES só participarão acompanhados de pais ou responsáveis, mediante assinatura do respectivo termo de responsabilidade c/Nº-CI e CPF.
  17. Caso qualquer participante do evento não esteja de acordo com as normas, ou tenha comportamento indesejável durante o percurso, acampamento ou solenidades, a Comissão terá plenos poderes para solicitar a remoção do(s) indivíduo(s), em qualquer local da ocorrência, podendo inclusive fazer uso da força policial.

 

Opção A
20ª CCCD – Roteiro - Início –
Data: 17 de janeiro de 2019 (Quinta-feira)
Local: Barra do Ribeiro – RS. – CTG Pealo da Tradição - Sede dos Piquetes -
*Recepção e Concentração das delegações: responsável Sr. Carlos Souza Gonçalves – F: (53) 99103.3410 – Hora: – A partir das 06 h – da manhã;
SAÍDA: Ás 14h30min. – dos cavaleiros, para a Sede da Fazenda Barba Negra - Barra do Ribeiro, acampamento, local do primeiro pouso.
Cada cavaleiro deverá levar junto LANCHE e ÁGUA.

Data: 18 de janeiro de 2019 (Sexta-feira) Saída ás 6 h – da Sede da Fazenda Barba Negra - Barra do Ribeiro em direção a Tapes – na Sede Estância Santo Antônio - Dr. Joaquim Mello – percurso de 35 km, local de acampamento e pouso. Não haverá apoio para o almoço, só parada para descanso. Cada cavaleiro deverá levar junto a sua ALIMENTAÇÃO E ÁGUA.

Data: 19 de janeiro de 2019 (Sábado) Saída ás 7h30min – da Sede Estância Santo Antônio - Dr. Joaquim Mello – para – Tapes – em direção a Fazenda da Sra. Adriana Marocco - percurso de 19 km, local de acampamento e pouso, só parada para descanso. Cada cavaleiro deverá levar junto LANCHE e ÁGUA.

Data: 20 de janeiro de 2019 (Domingo) Saída ás 7h30min – da Fazenda da Sra. Adriana Marocco em direção ao Parque de Rodeios Municipal de Arambaré, percurso 21km, local de acampamento e pouso.
Cada cavaleiro deverá levar junto LANCHE e ÁGUA.

Data: 21 de janeiro de 2019 (Segunda-feira) Saída ás 7h30min – do Parque de Rodeios Municipal de Arambaré, para a Cabanha Santa Rita, percurso - manhã 17 km, local do almoço.

Saída: 14 h passando pela Estância Flor da Praia (Local da Pecuária/Oficinas), percurso até a Fazenda Butiá - tarde 20 km, local de acampamento e pouso.
Cada cavaleiro deverá levar junto LANCHE e ÁGUA.

Data: 22 de janeiro de 2019 (Terça-feira) Saída ás 7h30min – da Fazenda Butiá, em direção da Vila da Pacheca - Mun. Camaquã – percurso 22 km, local de acampamento e pouso.
Cada cavaleiro deverá levar junto LANCHE e ÁGUA.

Data: 23 de janeiro de 2019 (Quarta-feira) Saída ás 7h30min – Vila da Pacheca - Mun. Camaquã:
Concentração dos cavaleiros para travessia do Rio Camaquã em direção a Fazenda Rincão dos Serpa - do Sr. João Serpa, percurso 22 km, local de acampamento e pouso. – Cada cavaleiro deverá levar junto LANCHE e ÁGUA.
Obs. - Caso não haja condições adequadas para travessia do Rio Camaquã, os cavalos serão embarcados (em seus transportes) e o trecho terá desvio pela BR, até a Fazenda do Sr. João Serpa.
Data: 24 de janeiro de 2019 (Quinta-feira) Saída ás 7h30min – da Fazenda do Sr. João Serpa em direção a São Lourenço do Sul – Chegada a Fazenda do Sobrado, percurso 26 km, local de acampamento e pouso.
Cada cavaleiro deverá levar junto LANCHE e ÁGUA.

Data: 25 de janeiro de 2019 (Sexta-feira) 
Fazenda do Sobrado, dia livre descanso e confraternização entre cavaleiros, apresentações culturais e tertúlia.

Data: 26 de janeiro de 2019 (Sábado) Saída ás 7 h – do Hotel Fazenda do Sobrado – São Lourenço do Sul – para a Ilha da Feitoria, não tem acesso para veículos. (O transporte de apoio é o barco, ou o lombo do cavalo, luz da lua e candeeiro). Local de acampamento gentilmente cedido pelo Sr. José Ruivo- Empresa Biscoitos ZEZÉ-Pelotas/RS. Recepção oferecida pela organização do evento, (na Sotéia – ponto de almoço), após a chegada e acomodação dos cavaleiros no local Capela da Feitoria, um (Churrasco), percurso 38 km, local de acampamento e pouso.
Cada cavaleiro deverá levar junto LANCHE e ÁGUA.

Data: 27 de janeiro de 2019 (Domingo) – Final - Saída ás 6 h da Capela da Feitoria percurso passando dentro da Lagoa dos Patos em direção a Colônia de Pescadores Z-3, paradas só para descanso. Cada cavaleiro deverá levar junto LANCHE e ÁGUA.
Rota das Praias até o – CELA/Centro Equestre do Laranjal - Local do desfile de encerramento, confraternização almoço! Percurso 29 km.
Cada cavaleiro deverá levar junto ÁGUA.
Obs.- Sujeito a alterações pela comissão organizadora.

20ª Cavalgada Cultural da Costa Doce - Instruções da Organização:
Todos os participantes devem respeitar as orientações dos Coordenadores, sem exceções.
Obs. Qualquer um dos percursos, locais de paradas, pouso, ou horários podem sofrer alterações conforme instruções da organização.
A) Cada participante será responsável pela sua alimentação - bebidas e transporte dos animais;
Obs: Não será permitido participar da cavalgada animais sem os respectivos exames e atestado abaixo mencionados.
Atestado do Médico Veterinário para Influenza.
Exames de Anemia e Mormo com a data de validade em vigor.
Tirar a GTA – para transporte dos cavalos, já pedir com retorno.
Saída Barra do Ribeiro – Chegada Pelotas-RS.

B) Fornecer Certificado oficial de participação do evento para cavaleiros, pessoal de apoio.
C) No “trapiche” próximo a Fazenda do Sobrado, dia 26/janeiro/2019, disponibilizaremos um “BOTE” ancorado para levar apenas os pertences “mínimos p/pouso/alimentação e objetos de uso pessoal” neste trecho, (devem ser carregados e descarregados pelos donos ou seus apoios).
D) Nos trechos percorridos deve-se observar que, não se deve ultrapassar a bandeira para sua própria segurança.
E) É desaconselhável participar da cavalgada com cavalo inteiro.
F) Durante o percurso será observada a parada a cada 2h de marcha, ou próximo deste tempo, em lugar que a organização julgar mais próprio para cavalos e cavaleiros.
Solicitamos a todos os participantes que se mantenham agrupados próximo ao ponteiro, já que em algumas partes do percurso será necessário receber apoio para transpor: (travessia de rios, outros obstáculos, ou, divisas entre propriedades, ou, divisões de manejo, sejam de lavoura, ou pecuária).
G) Salientamos a todos que por a Cavalgada passar por trilhas, acampar em estâncias e locais cuja estrutura é para uso particular e restrito ao manejo da propriedade, e ser uma gentileza dos proprietários, a permissão de transito e uso das instalações, é vedado ligar ar condicionado e mais que um frízer por grupo.
Obs: Também é solicitado: Banho em cavalos só com água de locais indicados pelos proprietários, pois é verão e não podemos deixar os moradores sem água;
Zelo com instalações, lixo e uso de sanitários, ou banho, tanto nas propriedades destacadas, como em qualquer dos demais locais cujo uso nos seja permitido. 

H) Os veículos dos apoios devem seguir junto com o veiculo da coordenação, sendo que em algumas “propriedades” só será permitida a entrada de todos juntos, bem como, a saída de todos ao mesmo tempo.
Obs.- Fechar sempre as porteiras!!!
Obs.-Sujeito a alterações pela comissão organizadora.